Notícias do Anglo

22
JUN

Alunos experimentam Volpi no mês junino

Professores de arte promovem estudo e trabalham o pintor para exposição em Festa Junina

          Manifestações culturais, bandeirinhas e colorido. Elementos presentes na maioria das Festas Juninas. Entretanto, neste ano, os alunos do Anglo São José – Qualidade Cassiano Ricardo celebram a festividade amparados pelo traço de um expoente da arte brasileira: Alfredo Volpi. Os professores de Educação Artística estudaram o pintor com os alunos e aproveitaram os trabalhos de fachadas e bandeirinhas do artista para unir um caráter ainda mais sensível e poético à festa.

          Em sala de aula, os estudantes reproduziram obras de Volpi sem se desviarem de uma interpretação própria. O resultado deste trabalho de experimentação das cores, formas e traços do pintor estará exposto em nossa Festa Junina, 26 de junho.

          Sobre o artista - Quando Alfredo Volpi concluiu sua primeira pintura, em 1914, o modernismo ainda não havia atravessado o Atlântico. Apenas em 22, na Semana da Arte Moderna, tardiamente o movimento era explorado pelos artistas brasileiros. Não por Volpi, que apesar de ser alocado dentre os modernistas, não se prendeu ao embate entre vanguarda e tradição.

          Nascido na Itália, em 1896, Volpi veio com um ano de idade para o Brasil. E da Europa, trouxe influências de pintores como Giotto, Cézanne e Ucello. No entanto, em diversas fases, sempre buscou o próprio caminho. Passou por representações de cenas da natureza; inspirado pela cidade de Itanhaém, onde sua esposa fora encaminhada por questões de saúde, simplificou formas, geometrizando paisagens; e enfim chegou à abstração, onde convergiu superfícies e linhas para compor uma realidade própria.

          Após algumas exposições coletivas, a primeira individual veio em 1944. O reconhecimento da crítica, nove anos depois, quando recebeu o prêmio de melhor pintor brasileiro, ao lado de Di Cavalcanti, na II Bienal de São Paulo. A partir dali, expôs em mostras concretistas, em Tóquio, Nova Iorque, Veneza e por todo o Brasil; ganhou o Prêmio Guggenheim e tantos outros do Museu de Arte Moderna. E assim, foi celebrado e revisitado até sua morte, aos 92 anos, em 1988.

          Volpi não era um artista exclusivamente modernista; mas o foi em muitos momentos e aspectos. Não rompeu com o passado. Mas deixou sua obra aberta às influências de seu trabalho como decorador artístico em residências da sociedade paulista e bebeu da diversidade do Grupo Santa Helena (casarão-ateliê da Praça da Sé que abrigava nomes como Aldo Bonadei, Zanini e Rebolo). Foi intelectual, técnico e ao mesmo tempo popular, buscando uma comunicação artística rápida, direta e singular.

Clique em Álbum de fotos e Entrevista.

Leitura Complementar:

Título: Era uma vez três...
Coleção: Arte para Criança
Autora: Ana Maria Machado e Alfredo Volpi
Editora: Berleudis & Vertecch

Título: Volpi
Autor: Lorenzo Mammi
Editora: Cosac Naify
Título: Brincadeiras: Pinturas de Alfredo Volpi
Autora: Kátia Canton
Editora: Martins Fontes

Título: Alfredo Volpi
Coleção: Mestres das Artes no Brasil
Autores: Santa Rosa e Nereusa Schilaro
Editora: Moderna Editora

Título: Os Anjos Pintores Alfredo Volpi e Amedeo Modi
Autora: Ana Maria Machado
 

Mais notícias:

06-02-2018 - Colégio já vive clima de folia

01-12-2010 - Encerramento Eletivas 2010

29-11-2010 - Nono ano conta causos no anfiteatro do Anglo

25-11-2010 - Sintonia Fina (Final)

17-11-2010 - Viagem Gastronômica

12-11-2010 - Alunos do Anglo participam de concurso de cartaz

08-11-2010 - Semana Cassiano Ricardo

04-11-2010 - Alimentação, forma e adolescência

28-10-2010 - Anglinho na 3ª fase da Olimpíada Brasileira de Física

26-10-2010 - Sintonia Fina - Quarta e quinta semana

© Anglo São José - Infantil e Fundamental - Qualidade Cassiano Ricardo (12) 2134-9200 - falecomoanglo@cassianoricardo.com.br
R. Maria Augusta Fagundes Gomes, 41 - Jd. das Indústrias - São José dos Campos - SP - Brasil
Desenvolvimento de sites Desenvolvimento de sites - MÍDIA SIM